UEM agora com cotas raciais

O vestibular da UEM (Universidade Estadual de Maringá) a partir deste ano (2020) irá separar 20% de suas vagas para cotas raciais.

Em decisão histórica, Conselho de Ensino e Pesquisa da UEM aprovou as cotas raciais em 20 de novembro de 2019. A decisão foi do CEP, o Conselho de Ensino e Pesquisa, composto por professores de graduação e de pós-graduação.

A votação terminou com 98 votos favoráveis, quatro contrários e sete abstenções. O sistema de cotas raciais passa a valer para o próximo vestibular.

Do total de vagas de cada curso, 20% serão para cotas sociais e 20% para as raciais. O restante, para ampla concorrência.

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *