EDUCAÇÃO, IDENTIDADE E HISTÓRIA DE VIDA DE PESSOAS NEGRAS DOUTORAS DO BRASIL.

Como as pessoas negras doutoras do Brasil construíram sua identidade negra através da sua história de vida e das influências da educação e se afirmaram nas questões etnicorraciais? Esta foi a questão que problematizou a produção da tese: Educação, identidade e história de vida e pessoas negras doutoras do Brasil. Seu objetivo geral foi compreender o processo de construção da identidade negra através da história de vida e da educação de pessoas negras doutoras do Brasil. Seus objetivos específicos foram: identificar como se deu o processo de construção da identidade negra das pessoas negras doutoras; analisar como vai sendo constituída a autoimagem das pessoas negras a partir das condições e relações sociais e
educacionais de sua história de vida; verificar que mudanças ocorreram na história de vida dessas pessoas que a levaram a revelar seu pertencimento etnicorracial; analisar como a afirmação política das pessoas negras doutoras foi consolidada e contribui para ressignificar e fortalecer a vida da população negra. As ideias do autor Norbert Elias deram sustentação
teórica para discutir as categorias: educação, identidade e identidade negra com as contribuições de Kabengele Munanga e Paulo Freire. O caminho metodológico foi o da história oral, através da história oral de vida de pessoas negras doutoras do Brasil. As narrativas colhidas para esta pesquisa, através de entrevistas, evidenciaram a pressuposição de que a  configuração educacional dificilmente se relaciona de forma satisfatória com a questão etnicorracial, tendo dificuldade de contribuir com o processo de construção da identidade negra.

Como citar...

REIS, Maria da Conceição dos. EDUCAÇÃO, IDENTIDADE E HISTÓRIA DE VIDA DE PESSOAS NEGRAS DOUTORAS DO BRASIL. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de Pernambuco. Programa de Pós-graduação em Educação, 2012.

Maria_da_Conceição_dos _Reis

Maria da Conceição dos Reis

Graduada em Pedagogia, mestra e doutora em Educação pela UFPE. Professora do Centro de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFPE. Pró-reitora de Extensão e Cultura. Foi Coordenadora do Núcleo de Políticas em Educação das Relações Étnico-Raciais. É pesquisadora das Relações Étnico-Raciais (2020-2023). Coordenadora da pesquisa: A Biblioteca como Espaço de Construção da Educação das Relações Étnico-Raciais. Autora dos livros: Prática pedagógica e cultura popular: uma relação possível, O bumba meu boi no baile e Educação das relações étnico-raciais numa abordagem afrocentrada; coautora do livro: As práticas educativas da formação e ação dos grupos de estudos étnico-raciais. Autora de capítulos de livros, entre eles: Política da educação escolar indígena e Política de cultura local e construção da cidadania. É líder do Laboratório de Educação das Relações Étnico-Raciais – Laberer/UFPE/CNPq